top of page
Patreon | Torne-se um Patrono
Modelo Design - Escola de Arte

OS GUERREIROS VIKINGS ERAM REALMENTE OBCECADOS PELA HIGIENE PESSOAL?

Updated: Mar 14, 2022

Na maioria das sepulturas vikings, os mortos foram encontrados com um pente.


Os guerreiros vikings eram realmente obcecados pela higiene pessoal?
Os vikings não tinham medo de tomar banhos gelados (Imagem: scandinaviafacts.com)
Aprenda sobre os viking lendo uma das obras da Livraria Especializada da Livros Vikings

Em 13 de novembro de 1002, os anglo-saxões massacraram os guerreiros vikings por toda a Inglaterra. O massacre ficou conhecido como o massacre do Dia de St. Brice.


Acredita-se que o principal motivo era a vingança pelos frequentes ataques dos vikings ao território inglês. Mas, de acordo com um cronista, pode ter havido outras razões poderosas para o massacre…


Os vikings cuidavam muito bem de sua higiene pessoal e os ingleses achavam isso estranho e repulsivo.


Ao contrário, as mulheres inglesas (como a maioria delas) achavam a limpeza muito atraente.


“Os dinamarqueses, graças ao hábito de pentear os cabelos todos os dias, tomar banho todos os sábados e trocar de roupa regularmente, conseguiam minar a virtude das mulheres casadas e até seduzir as filhas dos nobres para serem suas amantes.”

- John de Wallingford sobre a limpeza dos vikings


Os europeus medievais eram imundos como o inferno

Da próxima vez que você estiver em um trem, ônibus ou avião, sinta o cheiro da pessoa ao seu lado. É uma grande chance de descobrir se ele ou ela cheira bem.


No entanto, apenas 100 anos atrás, todos cheiravam mal. As pessoas não tomavam banho regularmente, nem trocavam de roupa com frequência.


Agora, imagine como os nossos ancestrais eram imundos 1.000 anos atrás. Vamos encarar. Os europeus medievais eram sujos e fedorentos.


Os árabes que tomavam banho regularmente os achavam nojentos.


No Século XVI, quando os conquistadores espanhóis trouxeram a “civilização” para os astecas, os nativos que portassem os queimadores de incenso eram designados para acompanhá-los.


Os espanhóis pensavam que eram adorados. No entanto, os nativos só queriam cobrir o mal cheiro dos estrangeiros.


Os formidáveis ​​vikings eram muito limpos

Em primeiro lugar, a palavra Viking é um termo geral aplicado aos escandinavos dos Séculos VIII ao XII. Os vikings não se chamavam de vikings. Em vez disso, eles eram os dinamarqueses, os nórdicos, os rus etc.


O termo viking significa pirata, pois os escandinavos, usando seus escaleres, invadiam as costas da Europa à Constantinopla.


As mulheres e os homens vikings davam grande importância à higiene pessoal. Eles tomavam banho regularmente, penteavam os cabelos e trocavam de roupa.


Lavavam os cabelos e penteavam até a barba. As barbas eram um símbolo de maturidade e masculinidade. Mas os vikings garantiam que suas barbas e bigodes fossem aparados e arrumados.


Eles tinham um ritual matinal de lavar o rosto, as mãos e o cabelo em uma tigela de água.


Eles também tinham o hábito de lavar as mãos antes de comer.


“Penteado e lavado, o sábio irá.”

- um verso do poema viking Reginsmol


Os vikings preferiam ser loiros, por isso homens e mulheres usavam sabonetes fortes com alto teor de lixívia para descolorir os cabelos. A consequência prática de tal sabão era que também matava os piolhos.


O sábado foi feito para tomar banho

Aos sábados, os vikings tomavam banho. Durante o verão em rios e lagos e durante o inverno em balneários aquecidos.


Na verdade, na língua islandesa, o sábado é chamado de laugardagur, que significa dia de banho. Sim, a Islândia era uma colônia viking.


Outras línguas escandinavas modernas usam palavras semelhantes para sábado — lørdag em dinamarquês, lördag em sueco e lauantai em finlandês .


Os vikings adoravam banhos quentes

As sagas vikings estão cheias de descrições de banhos termais.


Se havia uma chance de fazer um mergulho em fontes termais, os vikings o faziam.


O balneário orginal de Snorri Sturluson, que foi construído por volta de 1210 na Islândia. A porta à esquerda dava para o túnel que levava à casa de fazenda de Sturluson.

Um famoso escritor islandês, Snorri Sturluson (1179-1241d.C.), construiu para si um elaborado balneário em sua fazenda em Reykholt, na Islândia, por volta de 1210. O local era alimentado por canos de água quente e fria das nascentes próximas, onde era possível até ajustar a temperatura.


A banheira tinha quatro metros (treze pés) de diâmetro, degraus de pedra que levavam à água e bancos nas laterais.


Um pente extremamente bem preservado com um estojo. Encontrado em um túmulo masculino perto de Visby, Gotland, Suécia (Imagem: the-vikings.wdfiles.com)

Os vikings eram enterrados com seus pentes

Pentes, colheres de ouvido (o equivalente viking das modernas hastes flexíveis com algodão nas pontas), palitos de dente, pinças, navalhas e limpadores de unhas eram muito valorizados entre os vikings.


Uma descoberta arqueológica de pente viking, pinça e uma colher de ouvido (Imagem: en.natmus.dk)
Publique seu livro pela Livros Vikings Editora

As ferramentas de limpeza vikings eram feitas de osso, chifre ou metal e eram armazenadas em caixas, o que traduzia a importância de tais ferramentas aos nórdicos.


Não são espadas ou machados de batalha, mas pentes, que são os achados arqueológicos mais comuns nas sepulturas vikings.


Por exemplo, em 4 de julho de 2019, arqueólogos perto de Upsala, na Suécia, encontraram um túmulo, que continha espada, lança, escudo e um pente ornamentado.


Os ingleses achavam os vikings repulsivos, porque os nórdicos tomavam banho e penteavam os cabelos.


Hoje, achamos os ingleses medievais repulsivos por acharem os vikings limpos como repulsivos.


Isso leva a dois fatos interessantes:

  • A maioria cria as normas do que é aceitável. Mesmo que essas normas sejam erradas.

  • O que é aceitável ou não aceitável muda ao longo do tempo.


Então pense com sua própria cabeça e faça as coisas certas.


Da mesma forma que ser limpo hoje em dia é normal e esperado de nós, desejo que no futuro, aceitar as pessoas com base em seu valor e não por sua raça, religião ou sexualidade seja o normal.


Não apenas normal, mas esperado de cada membro da sociedade.


FONTE: History of Yesterday

PRESKAR, Peter. Viking Warriors Were Actually Obsessed With Personal Hygiene. History of Yesterday. Guildford, 12 de mar. de 2022. Disponível em: <https://historyofyesterday.com/viking-hygiene-538d1da334ac>. Acesso em: 13 de mar. de 2022. (Livremente traduzido pela Livros Vikings)


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossa Newsletter ou adicionando-nos em seu WhatsApp... Siga-nos nas Redes Sociais.


Livros Vikings na Google News
bottom of page