• Livros Vikings

ARQUEÓLOGOS PROCURAM POR CEMITÉRIO VIKING PERDIDO

Arqueólogos procuram um cemitério viking perdido no assentamento de Truso, perto de Janów na Polônia.



O assentamento era um importante centro comercial viking do mar Báltico, que comercializava artesanatos especializados, como ferrarias, joias, âmbar e chifres. Truso foi habitada do Século VIII d.C. o Século XI, quando foi abandonada.


Desde a descoberta do local nos anos 80, por conta de pesquisas em andamento, os arqueólogos revelaram as delimitações dos portos, distritos comerciais, residenciais e industriais vikings, que cobriam uma área de 49 acres.


Image Credit : GEO ARCHEO SERVICE FABIAN WELC

Apoie a Livros Vikings, saiba como...


A Odisseia do Báltico, um projeto cofinanciado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Polônia-Rússia 2014-2020, realiza um estudo por radar de penetração no solo (GPR) para localizar a zona dos enterros vikings.


O Dr. Marek Jagodziński, líder do projeto, disse: “Propomos que o cemitério esteja localizado ao sudoeste do assentamento. Isso é evidente nas descobertas feitas no Século XIX, durante o nivelamento de terrenos para construção de novos edifícios. Naquela época, os construtores encontraram vários fragmentos de vasos de barro, cinzas, carvão e até restos de cavalos e esqueletos humanos”.

Publique a sua obra na Livros Vikings

O estudo GPR já detectou evidências de dois Grandes Salões com 5 x 10m de tamanho, além de 5 pequenas anomalias circulares dispostas em um arranjo linear, que podem indicar locais de enterros humanos.


Jagodziński sugere que os enterros humanos provavelmente ocorriam de diferentes formas na região de Truso. Os dinamarqueses, em regra, queimavam seus mortos em uma pira, ritual relacionado à rica mitologia escandinava. No entanto, já no Século IX, o cristianismo influenciava as práticas funerárias em todo o mundo viking, que desencadearam os enterros naturais (no solo).


Em preparação para as escavações de grande escala, os arqueólogos também fizeram uma série de furos em todo o local, os quais revelaram pólipos, carvão vegetal e fragmentos de cerâmica, sugerindo que a região permaneceu ativa durante toda a Idade Média.


FONTE: Heritage Daily

ARCHAEOLOGISTS Search for Lost Viking Cemetery. Heritage Daily. Bedfordshire, 22 de jul. de 2020. Disponível em: <https://www.heritagedaily.com/2020/07/archaeologists-search-for-lost-viking-cemetery/134330>. Acesso em: 22 de jul. de 2020 (Livremente traduzido pela Livros Vikings)


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossa Newsletter ou adicionando-nos no seu WhatsApp... Siga-nos nas Redes Sociais.


#viking #vikings #eraviking #medieval #cemetery #vikingcemetery #cemitério #cemitérioviking #polônia #vikingsnapolônia #livrosvikings

50 visualizações0 comentário