top of page
Patreon | Torne-se um Patrono
Seja um Patrono Livros Vikings

Receita de hidromel ainda mais antiga que a Era Viking é recriada nos Estados Unidos

Cientistas recriam hidromel de 2.500 anos com base em resíduos de caldeirão.

Receita de hidromel ainda mais antiga que a Era Viking é recriada nos Estados Unidos
Odin e Gunnlöd por Emil Doepler Younger (1855 – 1922), bebendo o hidromel da poesia, adquirido de Kvasir. Fonte: Emil Doepler the Younger/ Domínio Público

A bebida alcoólica de 2.500 anos foi provada novamente graças à recriação de cientistas, que encontraram resíduos de hidromel em túmulo alemão primitivo.


Cientistas da Universidade de Wisconsin-Milwaukee, nos Estados Unidos, conseguiram recriar uma bebida alcoólica de 2.500 anos, com base em uma descoberta arqueológica na Alemanha — é um tipo de hidromel bastante antigo, cujos restos puderam ser coletados de um caldeirão enterrado junto a uma figura importante da Idade do Ferro.


Realize o seu sonho e publique o seu livro pela Livros Vikings Editora.


A descoberta do álcool antigo aconteceu no ano 2000, quando Bettina Arnold, arqueóloga e antropóloga da universidade americana, escavava um sambaqui — um túmulo construído em um montículo de terra — em um sítio arqueológico no sul germânico, em uma região chamada Suábia. Estima-se que o local tenha sido erigido entre os séculos VII a.C e V a.C., e o esqueleto presente já estava há muito decomposto, dada a alta acidez do solo.


Foto: Bettina Arnold/University of Milwaukee
Foto: Bettina Arnold/University of Milwaukee

Carregando o copo até o túmulo

Como o túmulo trazia um elmo, duas longas lanças e espada de ferro, suspeita-se que tenha sido o local de descanso de um homem. O maior tesouro não era composto pelas armas, no entanto, mas sim pelo grande caldeirão de bronze, utilizado para guardar hidromel. O item comportava 14 litros de álcool, o que, segundo a crença da época, poderia ser usado para elevar o status do sujeito no além-túmulo ao nível que ocupava em vida.


Leia também:


Um resíduo escuro no fundo do recipiente revelou, em análise laboratorial, seu conteúdo exato — uma bebida alcoólica baseada em mel, com traços de duas ervas utilizadas para aprimorar o sabor, filipêndula e menta. Isso sugere a presença de braggot, um tipo de hidromel baseado em cinco ingredientes: cevada, menta, mel, filipêndula e levedura.


Ouça o episódio do Viking Cast sobre Hidromel para saber mais sobre o assunto:



Qual é o gosto do hidromel milenar?

Mais de 20 anos depois da descoberta, então, os cientistas responsáveis buscaram recriar a bebida milenar com a ajuda de uma cervejaria local. O resultado, alertam os recriadores, não é algo que agrade as massas dos dias atuais. É uma bebida potável, certamente, mas mais azeda do que o que estamos acostumados, descrita como:


Um vinho do Porto seco, suave e agradável, mas com um acentuado sabor de ervas, mentolado e definitivamente alcoólico.

Nota-se, é claro, que a versão "moderna" da bebida é mais limpa do que a pré-histórica, mas ainda surpreende pelo sabor diferenciado. Seguindo com a descrição, a bebida presenteia o paladar primeiro com a menta, seguida do doce da filipêndula, com o mel mal aparecendo no sabor, já que vira álcool quase que por completo. O teor alcoólico ficou em mais de 8%. Embora adicionar mais mel no final da fabricação pudesse tornar o braggot mais palatável, os cientistas decidiram deixar a receita original prevalecer.


Aprenda sobre os vikings, lendo uma das obras da Livraria Especializada Livros Vikings.


No final das contas, os cervejeiros responsáveis acreditam que uma bebida como essa não venderia nos dias de hoje, dispensando uma fabricação, mas ressaltam o caráter tecnológico que temos atualmente pelo poder de recriar uma receita tão primitiva.


Como outros pesquisadores ainda não analisaram a técnica de fabricação, não há um trabalho científico publicado sobre o caso, então não é possível definir a precisão da recriação.


FONTE: Terra

DELA COSTA, Augusto. Cientistas recriam hidromel de 2.500 anos com base em resíduos de caldeirão. Terra. São Paulo, 09 de mar. de 2023. Disponível em: <https://www.terra.com.br/byte/ciencia/cientistas-recriam-hidromel-de-2500-anos-com-base-em-residuos-de-caldeirao,ddbba22fd6c67016df2605ff87f888aa0mr9jh98.html>. Acesso em: 10 de mar. de 2023. (Livremente adaptado pela Livros Vikings)


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossa Newsletter ou adicionando-nos em seu WhatsApp... Siga-nos nas Redes Sociais.


1 Comment

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Guest
Apr 05, 2023
Rated 5 out of 5 stars.

E hoje a Philip Mead faz o melhor hidromel do Mundo !!!

Like
Livros Vikings na Google News
bottom of page