top of page
Patreon | Torne-se um Patrono
Seja um Patrono Livros Vikings

A dieta viking: o que os lendários vikings comiam?

Os Vikings, conhecidos por sua ferocidade e coragem, enfrentavam inúmeros desafios em suas vidas, desde a navegação pelos árduos territórios do norte até batalhas épicas.


A dieta viking: o que os lendários vikings comiam?

Para suportar todas essas atividades, eles precisavam de muita força e resistência, e a dieta desempenhava um papel fundamental nisso.


Nos últimos anos, o interesse pela dieta Viking tem crescido à medida que as pessoas em todo o mundo buscam maneiras inovadoras de melhorar sua saúde e forma física.


Publique seu livro pela Livros Vikings Editora.


Rica em alimentos integrais e não processados, a dieta Viking, que sustentava esses antigos guerreiros, é agora considerada um modelo potencial para a nutrição moderna.


Índice


Mas, o que esses antigos navegadores consumiam para alimentar suas expedições, e suas escolhas alimentares podem nos guiar em direção a um aprimorado bem-estar? Vamos descobrir!


A dieta viking: o que os lendários vikings comiam?

Como os Vikings se alimentavam

Quando pensamos em um banquete Viking, frequentemente imaginamos mesas enormes repletas de grandes pedaços de carne, chifres de cerveja e todo tipo de iguarias selvagens.


Entretanto, vamos dar um passo atrás em relação a essa imagem. Na realidade, os Vikings viviam em ambientes bastante desafiadores, o que significava que suas escolhas alimentares eram um tanto limitadas.


As terras da Escandinávia da Era Viking não eram as mais adequadas para a agricultura, então os nórdicos de outrora tinham que se contentar com o que estava disponível. Isso incluía muito peixe (afinal, eles eram navegadores), grãos disponíveis, vegetais e algum gado.


No entanto, a vida e a dieta não eram iguais para todos. Como hoje, o status social influenciava o que havia no prato.



Os vikings de classe alta provavelmente tinham uma dieta mais diversificada, enquanto os comuns consumiam alimentos mais simples. Se comparada com outras sociedades da época, como os reinos anglo-saxões, a dieta dos vikings era provavelmente semelhante de muitas maneiras.


Era uma época difícil, e todos tinham que se contentar com o que a terra e as estações forneciam. Mesmo assim, os Vikings eram bastante engenhosos com sua comida, aproveitando ao máximo o que tinham para se manterem fortes e prontos para suas muitas aventuras.


O que os vikings realmente comiam?


A dieta viking: o que os lendários vikings comiam?

Carne

A carne podia estar no cardápio Viking. Não importa se você era um guerreiro de elite ou um simples fazendeiro, carne estaria presente, ainda que limitadamente.


O porco era o mais comum, mas os Vikings também consumiam carne bovina, carneiro, cabra e até cavalos.


A caça também era importante — a maioria dos Vikings podia abater um grande alce ou uma ágil rena. Os ursos, às vezes, também estariam no cardápio.


Agora, sobre o consumo de cavalos. Isso era algo importante. Embora a carne de cavalo fosse parte normal da dieta, ela entrava em conflito com as crenças cristãs que começavam a se proliferar no final da Era Viking.


De fato, comer carne de cavalo tornou-se tabu por um decreto papal antes do início da Era Viking. E à medida que as culturas cristã e viking se misturavam, é seguro assumir que houve algumas diferenças ideológicas em relação ao consumo de carne de cavalo.



Vegetais e Frutas

Não era só carne e peixe — os Vikings também consumiam sua cota de vegetais e frutas. Mas pense em produtos selvagens e rústicos, em vez dos produtos polidos que vemos hoje.


Eles consumiam cenouras brancas, repolhos, feijão, ervilhas e endívias. Coisas bem robustas que podiam resistir ao seu clima rigoroso. Para um toque doce, eles forrageavam maçãs selvagens e frutas silvestres, adicionando um toque de sabor às refeições.


E não podemos esquecer das especiarias e temperos. Usavam coentro, cominho, mostarda e raiz-forte selvagem para dar sabor aos pratos. Portanto, enquanto sua dieta era robusta, ela definitivamente não era insossa!


Laticínios e alimentos fermentados

Os laticínios eram outra parte crucial da dieta Viking. Queijos robustos, manteiga cremosa e vários produtos de leite fermentado forneciam nutrientes essenciais, ajudando os Vikings a manterem sua energia e força para o trabalho diário e viagens.


Alimentos fermentados eram uma escolha inteligente e necessária para os Vikings. Eles sabiam como preservar os alimentos de uma maneira que não apenas os mantivessem comestíveis, mas também aprimorasse os seus benefícios para a saúde.


A fermentação adicionava boas bactérias, ou probióticos, à sua dieta, auxiliando na digestão e fortalecendo a imunidade.


Bebidas


Agora, com o que os Vikings lavavam toda essa comida robusta?

As evidências mostram que a cerveja e o hidromel eram as bebidas de escolha. A cerveja era geralmente uma presença constante nas refeições, enquanto o hidromel, uma bebida fermentada feita de mel, água e várias frutas, grãos, lúpulo e especiarias, era um doce deleite para ocasiões especiais.


Aprenda receitas com hidromel, assistindo aos vídeos do Canal Receitas do VikingTube, como no vídeo abaixo:



Técnicas de Culinária

Quando se tratava de cozinhar, os Vikings mantinham as coisas bastante simples. O cozimento era o método principal, em vez de assar ou fritar.


Um prato popular era o "skause", um ensopado de carne cozido que provavelmente era bem robusto. E não se esqueça do pão! Os Vikings tinham suas próprias versões feitas com grãos, feijões e até casca de árvore, como a de bétula.


Sim, casca de árvore. Eles sabiam os segredos do fermento natural, o que significa que seu pão não era apenas nutritivo, mas também fermentado e benéfico para o intestino.



Os prós e contras de comer como um viking


Prós

  • Variedade de alimentos: o cardápio diversificado dos Vikings significava uma ampla variedade de nutrientes. eles obtinham uma grande variedade de nutrientes de seus alimentos, mantendo-os prontos para a ação;

  • Alimentos frescos e naturais: nada de conservantes ou produtos químicos estranhos aqui! Apenas ingredientes frescos e naturais diretamente da terra e do mar;

  • Nutrição não convencional: já pensou em comer casca de bétula? Os Vikings sim, e isso acrescentava nutrição extra à sua dieta;

  • Macro e micronutrientes: sua dieta era rica em macro e micronutrientes, contribuindo para a saúde geral e vitalidade;

  • Uma dieta equilibrada: com uma boa mistura de proteínas, gorduras saudáveis e carboidratos complexos, os Vikings tinham uma dieta equilibrada para sustentar suas vidas aventureiras.


Contras

  • Infecções parasitárias: descobertas arqueológicas mostram sinais de infecções parasitárias nos Vikings, como vermes intestinais;

  • Alto teor de carne: uma dieta rica em carne vermelha, sem o conhecimento atual sobre colesterol e saúde cardíaca, pode ter tido desvantagens, mesmo para esses guerreiros robustos.


Devemos adotar uma dieta viking?

Se você está se perguntando se é hora de comer como um Viking, vamos analisar isso por um momento.


Os especialistas de hoje provavelmente aprovariam os Vikings por consumirem alimentos frescos e não processados — sem produtos químicos estranhos ou ingredientes misteriosos, apenas comida real e direta.


No entanto, por outro lado, há o consumo de carne e alguns ingredientes não convencionais e, às vezes, arriscados (casca de árvore, alguém?).


Como isso se compara com as dietas atuais?

Tem algumas semelhanças com as dietas Paleo e Keto, focando em alimentos integrais e muitas proteínas.


No entanto, ao contrário do Keto, a dieta Viking também incluía uma boa quantidade de grãos integrais e várias fontes de proteína além da carne.


Ingredientes frescos e diversos?

Ótimos. Mas algumas escolhas podem causar surpresa hoje.


Se você estiver interessado, talvez possa adotar as melhores partes da dieta Viking e misturá-las com o que sabemos hoje. Dessa forma, você pode se deliciar como um Viking, mas com um toque moderno.


A dieta viking: o que os lendários vikings comiam?

Adotando uma dieta viking


Pensando em adotar uma dieta no estilo Viking?

Comece com produtos frescos e locais e carnes e peixes não processados. Para equivalentes modernos, pense em vegetais de raiz, vegetais robustos e carnes e frutos do mar de origem sustentável.


Considerando o "Desafio da Dieta Viking"?

Imagine o seguinte: um mês comendo apenas alimentos frescos e não processados, abraçando proteínas magras, grãos integrais e frutas e legumes forrageados ou sazonais. Mas, como em qualquer dieta, é essencial ponderar os possíveis benefícios à saúde em relação a quaisquer preocupações.


Explorar a "Nova Dieta Nórdica" (NND), que é semelhante à dieta Viking, um estudo de Sanne Kellebjerg Poulsen et al lança luz sobre seu impacto a longo prazo. Apesar da perda de peso inicial, após 26 semanas na NND, o comprometimento dos participantes diminuiu, levando a um ganho médio de peso de 4,6 kg ao longo de um ano.


No entanto, aqueles que seguiram diligentemente as diretrizes da NND ganharam menos peso. Aumentar a atividade física melhorou ainda mais os resultados, levando a um ganho de peso ainda menor.


Em resumo, enquanto a dieta semelhante à dos Vikings não é uma solução milagrosa, a adesão consistente e a atividade física adicional podem torná-la um caminho viável para a saúde e o controle de peso sustentados.


A dieta viking: o que os lendários vikings comiam?

Uma receita inspirada pelos vikings para experimentar em casa


Ensopado Viking de Cordeiro com Vegetais de Raiz


Este prato combina os sabores robustos e substanciais da dieta Viking com técnicas culinárias modernas.


Ingredientes

  • 500g de pedaços de cordeiro;

  • 3 cenouras grandes, cortadas em pedaços (use cenouras brancas ou roxas, se disponíveis);

  • 2 chirívias, cortadas em pedaços;

  • 1 nabo, cortado em cubos;

  • 1 cebola, cortada em cubos;

  • 3 dentes de alho, picados;

  • 1 litro de caldo de carne ou vegetal;

  • 2 colheres de sopa de óleo vegetal ou azeite de oliva;

  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora, a gosto;

  • 1 colher de chá de tomilho seco (ou fresco, se disponível);

  • 2 folhas de louro;

  • 200g de cevada;

  • Um punhado de salsinha fresca, picada;

  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã.


Instruções

  1. Dourar o cordeiro: em uma panela grande ou panela de ferro fundido, aqueça o óleo em fogo médio-alto. Tempere os pedaços de cordeiro com sal e pimenta. Adicione-os à panela em lotes, garantindo que não fiquem muito apertados. Doure até que estejam dourados em todos os lados. Retire o cordeiro e reserve;

  2. Cozinhar os vegetais: na mesma panela, adicione a cebola picada. Refogue até que fique translúcida, depois adicione o alho. Cozinhe por mais 1-2 minutos. Adicione as cenouras, pastinacas e nabo cortados na panela. Mexa e refogue por cerca de 5 minutos;

  3. Montar o ensopado: devolva o cordeiro dourado à panela. Adicione o caldo de carne ou vegetal, garantindo que o líquido cubra a carne e os vegetais. Coloque o tomilho e as folhas de louro na panela;

  4. Cozinhar em fogo baixo: reduza o fogo para baixo, cubra a panela e deixe cozinhar por cerca de 1,5 horas. Verifique ocasionalmente para garantir que o ensopado não seque; se necessário, adicione mais caldo ou água;

  5. Adicionar a cevada: após 1,5 horas, adicione a cevada à panela. Mexa bem e continue cozinhando por mais 30 minutos, ou até que a cevada esteja cozida e o cordeiro esteja macio;

  6. Toques finais: assim que o ensopado estiver pronto, mexa o vinagre de maçã e a salsinha picada. Verifique o tempero e adicione sal e pimenta, se necessário;

  7. Servir: sirva quente, de preferência com um pedaço de pão.


Experimente este prato inspirado pelos Vikings em casa e mergulhe em uma refeição que conecta o passado ao presente.


O ensopado de cordeiro com vegetais é uma homenagem aos sabores robustos da dieta Viking e uma celebração da história culinária desses guerreiros ousados.


Para mais notícias sobre achados arqueológicos e história, continue acompanhando a Livros Vikings. Somos um site dedicado a trazer informações históricas e curiosidades sobre a Era Viking. Se você gostou deste artigo, compartilhe-o em suas redes sociais!


FONTE: Routes North

MERCHANT, Zoe. The viking diet: what did vikings eat, and was it healthy?. Routes North. Estocolmo, 10 de out. de 2023. Disponível em: <https://www.routesnorth.com/language-and-culture/the-viking-diet-what-did-vikings-eat-and-was-it-healthy>. Acesso em: 14 de out. de 2023. (Livremente adaptado pela Livros Vikings)


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossa Newsletter ou adicionando-nos em seu WhatsApp...


Σχόλια

Βαθμολογήθηκε με 0 από 5 αστέρια.
Δεν υπάρχουν ακόμη βαθμολογίες

Προσθέστε μια βαθμολογία
Livros Vikings na Google News
bottom of page