• Livros Vikings

VALHALLA: LUTANDO E FESTEJANDO NA VIDA APÓS A MORTE COM OS VIKINGS

Todos os guerreiros Vikings tinham a esperança de uma morte gloriosa em batalha para chegarem ao Valhalla — ou pelo menos, é isso que a cultura pop quer que acreditemos. Mas, o que é Valhalla? Todos os vikings queriam chegar lá? O que acontecia com aqueles que não queriam? A professora de Inglês e Literatura Europeia Medievais da St. John's College, Oxford, Carolyne Larrington, nos esclarece sobre a vida viking após a morte.



É uma cena comum no cinema e na televisão: quando um guerreiro viking morre, ele desesperadamente agarra a sua espada e/ou machado para estar "em batalha" e chegar ao Valhalla — o magnífico salão do Deus Odin.


Em Valhalla, esses guerreiros mortos continuariam lutando, passando os dias aprimorando as suas habilidades de combate. À noite, suas feridas sarariam — e aqueles que haviam sido "mortos" durante o dia, voltariam à vida.


Apoie a Livros Vikings, saiba como...


As noites seriam festejadas bebendo o melhor hidromel e comendo a carne do javali Sæhrímnir — que também voltaria à vida, todas as manhãs, para ser novamente abatido. Eles seriam servidos pelas Valquírias, as mesmas figuras femininas que supostamente os levaram ao salão de Odin.


Porém, essa vida após a morte de lutas e banquetes não era sem propósito — e não era para todos. A seguir, Carolyne Larrington, explicará quatro princípios da visão viking da vida após a morte:


1) Os Vikings acreditavam que Odin criou o Valhalla para se preparar para o Ragnarök

De acordo com a lenda Viking, o Valhalla não era um lugar de descanso eterno, mas um centro de treinamento para o fim pré-ordenado dos mundos, quando o Sol escureceria, as estrelas desapareceriam, a Terra afundaria no mar e uma grande batalha ocorreria entre os deuses, gigantes e bestas — Ragnarök.


“Segundo os mitos, Odin estava obcecado em descobrir o que iria acontecer no fim do mundo, ou seja, quando os gigantes finalmente atacariam e o Ragnarök viria,” disse Larrington.


"Embora Odin soubesse que os deuses perderiam, ele parecia procurar por algo que pudesse invalidar essa ‘certeza’".


É nesta esperança, que Odin construiria o Valhalla — um enorme salão com 540 portas onde todos os heróis mortos se reuniriam e praticariam para uma grande batalha, sempre lutando uns contra os outros e dia após dia, disse Larrington sobre a lenda.


2) Nem todos os vikings iam para o Valhalla

Os vikings acreditavam que poderiam chegar ao Valhalla se morressem em batalha — entretanto, e se morressem de alguma outra forma? Ou se eles não fossem guerreiros?


Pensava-se que, “se você fosse uma mulher viking, ou morresse na cama de doença, ou se morresse de velhice, você não iria para o Valhalla”, disse Larrington. “Você iria para o salão de Hel, que não era necessariamente um lugar agradável. Certamente não era tão divertido quanto passar o dia todo lutando e a noite comendo e bebendo.


Na antiga cultura escandinava, os diferentes destinos “apontam para uma distinção muito forte, que era genuína, entre aqueles que eram guerreiros e aqueles que não”.


3) Hel não é a mesma coisa que o inferno

Como evidência a lenda, “Hel não parece ter tormentos — rãs e sapos, gelo e fogo, e todos os aqueles tipos de punições”, disse Larrington. "A única descrição real que temos de Hel é que após a morte do Deus Balder, ele foi para o salão de Hel, porque não foi morto em batalha, e um herói chamado Hermod foi enviado para levá-lo de volta.


“Hel tem um salão perfeitamente normal, com as pessoas sentadas em bancos, bebendo cerveja e fazendo um grande banquete. Hermod pergunta se eles podem ter Balder de volta e Hel [a deusa que preside o reino de mesmo nome] diz que podem — sob certas condições”.


4) Os guerreiros vikings sempre quiseram ir para o Valhalla? Talvez não…

“Temos referências a falar de Valhalla como um lugar para onde os vikings iriam se lutassem bravamente e morressem. Isso parece ser uma espécie de aspiração”, disse Larrington.


“Temos uma saga, por exemplo, em que há dois heróis em uma ilha e eles percebem um grupo de berserkers. Agora, para ser justa, esses dois guerreiros convidaram o bando para uma grande batalha. Contudo, quando os avistam, um diz ao outro: ‘Acho que hoje à noite seremos os hóspedes de Odin no Valhalla’ — e quem disse isso é quem morreu”.


“Há também um poema em particular, no qual um rei norueguês cai em batalha, e lá é retratado que ele entrou no Valhalla e as Valquírias foram ao seu encontro.


“Todavia, o rei está claramente aborrecido por estar no Valhalla, pois preferia muito mais estar vivo e no trono da Noruega, do que ter morrido — embora heroicamente.”


FONTE: History Extra

VALHALLA: fighting and feasting in the Viking warrior afterlife. History Extra. Londres, 18 de dez. de 2020. Disponível em: <https://www.historyextra.com/period/viking/valhalla-facts-viking-afterlife-norse-mythology-asgard/>. Acesso em: 18 de dez. de 2020. (Livremente traduzido pela Livros Vikings)


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossa Newsletter ou adicionando-nos em seu WhatsApp... Siga-nos nas Redes Sociais.


#viking #vikings #eraviking #medieval #valhalla #mitologianórdica #norsemythology #paganismo #livrosvikings

Parceiros:

Modelo Design é parceira da Livros Vikings
Denis Matyis é parceiro da Livros Vikings
Vila Viking Brasil é parceira da Livros Vikings
Hidromel Yggdrasill é parceira da Livros Vikings
O Mercado Viking é um parceiro Livros Vikings
UNIP Ourinhos é parceira da Livros Vkings
Nórdicos Estradeiros são um parceiro Livros Vikings

LIVROS VIKINGS

Av. Paulista 171, 4º andar, Bela Vista, São Paulo-SP, 01310-000

CNPJ: 35.663.864/0001-78 · IE: 128201172111

Prazo máximo de entrega: 30 dias (Brasil)

WhatsApp: +55 (11) 9-8263-4066

© 2019 por LIVROS VIKINGS. Orgulhosamente criado pela LV-SVO

Código de Defesa do Consumidor

  • RSS Livros Vikings
  • Spotify Livros Vikings
  • Deezer Livros Vikings
  • Facebook/livrosvikings
  • Instagram/livrosvikings
  • WhatsApp Livros Vikings
  • Livros Vikings no Google
  • Skoob Livros Vikings
  • Youtube Livros Vikings
  • LinkedIn Livros Vikings
0