Modelo Design - Escola de Arte
Modelo Design - Escola de Arte

8 COISAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NÃO SABE SOBRE O REI CNUT, O REI VIKING DA INGLATERRA

Rei Cnut (também conhecido como Rei Canute ou Rei Canuto) foi uma das figuras mais proeminentes do período anglo-saxão. Nascido na Dinamarca, entre 985 e 995 dC, filho do príncipe dinamarquês Sweyn Forkbeard, Cnut tornou-se um feroz rei guerreiro dinamarquês, quem conquistou vastas faixas do norte da Europa e governou a Inglaterra entre 1016 e 1035. WB Bartlett, autor de Rei Cnut e a conquista viking da Inglaterra 1016, compartilha oito fatos que você talvez não saiba sobre o governante.


Cnut: o Imperador do Norte
Cnut: o Imperador do Norte

1) Cnut descendia de alguns governantes dinamarqueses notáveis

A dinastia real dinamarquesa da qual Cnut descendia era na verdade relativamente jovem - havia sido estabelecida por seu bisavô, Gorm, o Velho. Gorm era um confesso adorador pagão que respeitava os antigos deuses nórdicos como Thor, Odin e Freya.

O filho de Gorm, Harald, tinha uma disposição diferente, ele adotou o cristianismo e firmemente estabeleceu a religião na Dinamarca pela primeira vez. Harald era conhecido por uma característica física distintiva incomum, pois seus dentes pareciam azuis. Isso pode ter ocorrido, porque estavam em más condições e como resultado estavam descoloridos. Outra explicação possível é que Harald possa ter cerrado os dentes e entalhado sulcos neles, os quais depois coloriu com tinta azul. De qualquer forma, ele ficou conhecido como Harald Bluetooth. A moderna tecnologia Bluetooth (uma iniciativa conjunta entre várias empresas escandinavas) recebeu o nome de Harald pelo papel que desempenhou na tentativa de unificar a Dinamarca e a Noruega durante seu reinado.

Harald Bluetooth era o pai de Sweyn Forkbeard (que por sua vez foi o pai de Cnut). Harald e Sweyn começaram a brigar e houve uma guerra civil entre eles. Harald acabou derrotado e morreu logo depois de fugir da Dinamarca.


2) A primeira experiência de Cnut de invadir a Inglaterra terminou em desastre pessoal

Em 1013, Cnut acompanhou o seu pai Sweyn Forkbeard em uma invasão à Inglaterra. Até onde sabemos, foi a primeira vez que ele esteve no país. Sweyn não estava apenas invadindo a Inglaterra; a essa altura, ele estava tentando conquistá-la. Sweyn estava prestes a se tornar rei do país e teve tanto sucesso na batalha que o rei da época Æthelred fugiu. Sweyn havia triunfado, mas morreu de repente.

Cnut, provavelmente na época adolescente, parecia ter sido pego de surpresa. Ele assumiu que apenas assumiria o lugar vago pela morte de seu pai. Porém, ele foi confrontado pelos ingleses que regressaram. Um exército o pegou de surpresa e uma derrota catastrófica se seguiu. Cnut mal escapou.

No entanto, quando fugiu da Inglaterra de navio, Cnut deixou vários reféns sem as orelhas e o nariz. Foi um severo aviso àqueles que não o apoiavam... eles poderiam ficar seriamente em perigo no futuro.


3) Por um breve período em 1016, a Inglaterra teve dois reis ao mesmo tempo

A oportunidade surgiu para Cnut em 1016, após a morte do rei anglo-saxão Æthelred 'O Indisponível', seu filho Edmund Ironside se tornou o rei da Inglaterra. No entanto, Ironside não teve apoio unânime, nem mesmo dos ingleses. Alguns pareciam ter raciocinado que Cnut, que havia retornado ao país com um exército recém-criado, fosse uma aposta melhor. Cnut e Edmund travaram uma guerra cruel e prolongada. Após vários grandes confrontos, a batalha final foi travada em Ashingdon ('Assandun'), em Essex.

Cnut ficou triunfante e Ironside foi forçado a fugir pelo resto da vida. Cnut o alcançou em Gloucestershire em outubro de 1016. No entanto, em vez de travar mais uma batalha, os dois homens concordaram em dividir a Inglaterra entre eles. Edmund deveria ter o reino de Wessex e Cnut o resto da Inglaterra. Se esse arranjo incomum teria ou não funcionado a longo prazo, nunca saberemos. Convenientemente para Cnut, Ironside morreu poucas semanas depois, em 30 de novembro de 1016. Cnut se tornou o indiscutível rei da Inglaterra.


4) Cnut pagou enormes somas para se livrar dos invasores Vikings

"Danegeld" foi o termo usado para o dinheiro pago aos invasores vikings, a fim de fazê-los ir embora. O falecido rei Æthelred era famoso por seus frequentes pagamentos a Danegeld, embora não fosse Æthelred quem fez o maior pagamento Danegeld, mas Cnut.

A ideia de pagar invasores não era nova; fora usado na Francia Carolíngia dois séculos antes e até o heroico Alfredo, o Grande, a usara como tática. No entanto, houve problemas com a abordagem. Mesmo que um grupo de assaltantes fosse embora, outro logo tomaria seu lugar e os pagamentos precisariam ser repetidos, o que era claramente um cenário caro. Enquanto isso, alguns invasores, como o Sweyn Forkbeard, poderiam desaparecer por um curto período, antes de simplesmente voltarem novamente.

Quando Cnut se tornou rei, ele se deparou com milhares de invasores viking desempregados. Sua solução foi pagá-los para ir embora. O custo foi enorme — Cnut levantou 10.000 Troy lbs [uma medida usada para medir ouro e prata] de prata de Londres e 72.500 Troy lbs do resto da Inglaterra para financiar sua política. Era uma soma gigantesca na época; embora seja difícil converter significativamente em moeda moderna, isso equivale a mais de 30.000 kg de prata. O pagamento de Cnut foi maior do que qualquer quantia anterior de Danegeld (a mais alta anterior era de 48.000 libras, paga em 1012 durante o reinado de Æthelred). Mas, embora deva ter causado grande dor aos contribuintes da Inglaterra, a política parece ter funcionado em grande parte, pois os ataques vikings diminuíram substancialmente.


5) Cnut herdou a Dinamarca de seu irmão mais velho, não de seu pai

Na época do governo de Cnut, as leis da sucessão vikings eram bastantes flexíveis. Quando um grande líder como Sweyn Forkbeard morria, não era incomum que seu patrimônio fosse dividido entre os seus filhos, e não o mais velho levando tudo. Em teoria, isso ajudou a evitar disputas envolvendo os filhos mais novos descontentes, embora, na realidade, essas divergências ainda fossem comuns.

Como Sweyn Forkbeard morreu enquanto ele e Cnut estavam na Inglaterra, outro de seus filhos, Harald, assumiu o controle da Dinamarca. Cnut foi forçado a lutar pelo país em que estava, caso contrário, ele ficaria sem nada. Em 1018, Harald morreu sem um herdeiro óbvio, deixando a Dinamarca disponível para seu irmão Cnut. Ele parece ter tomado o país sem muita dificuldade e o manteve pelo resto de sua vida.

A Noruega era uma questão diferente. Embora Sweyn Forkbeard tenha conquistado o país no final do Século XI, ele nunca foi totalmente assimilado em seus territórios e saiu de seu controle após um levante. Em 1030, Cnut teve uma vitória decisiva contra seu oponente, o rei Olaf II da Noruega, na batalha de Stiklestad, todavia reinado subsequente do país durou pouco. Os que ele designou para serem seus representantes não eram populares, em parte devido a um período de fome prolongada, e foram expulsos do país. A Noruega nunca foi firmemente integrada ao reino de Cnut.


6) A esposa de Cnut, Emma, foi a única mulher a se casar com dois reis diferentes da Inglaterra

O primeiro marido de Emma foi o infeliz Æthelred 'O Indisponível'. O casal real teve vários filhos, um dos quais mais tarde se tornaria o rei Eduardo, o Confessor. Quando Æthelred morreu em 1016, Emma parecia ter deixado o país e retornado à Normandia.

Quando voltou para a Inglaterra em 1017, foi como esposa de Cnut. Emma era uma leal tenente de Cnut e o casamento deles foi um grande sucesso político. Emma parecia ter tido um forte instinto de sobrevivência política. Cnut e Emma tiveram vários filhos juntos, incluindo