Modelo Design - Escola de Arte
Modelo Design - Escola de Arte

A VERDADE SOBRE O DESCOBRIMENTO VIKING DA AMÉRICA

Pat Kinsella segue as sagas e explora as façanhas dos primeiros europeus a visitarem a América.


A verdade sobre o descobrimento viking da América

Conhecido como o Dia de Colombo, um feriado federal nos Estados Unidos, celebrado na segunda segunda-feira de outubro (12 de outubro aqui no Brasil, junto do Dia de Nossa Senhora Aparecida e do famigerado Dia das Crianças — informação adicional pela Livros Vikings), marca o aniversário da chegada de Cristóvão Colombo às Américas em 1492 — evento que, sem dúvida, marcou uma virada na sorte dos continentes unidos, ao norte e ao sul de onde atracou.


Mas, apesar da percepção popular, o explorador italiano não foi o primeiro europeu a pisar em solo americano.


Apoie a Livros Vikings

Quase cinco séculos antes de Colombo chegar às Bahamas, um barco cheio de homens atracou na América do Norte. E embora a descoberta inicial dos vikings, do que viria a ser conhecido como o Novo Mundo, tenha sido quase certamente um acaso, em pouco tempo, os exploradores nórdicos liderados por Leif Erikson e seus irmãos, deliberadamente apontaram os seus escaleres à fértil terra ocidental. No início dos anos 1000, uma colônia viking, por meio de um terreno que eles chamavam de Vínland, lugar de uvas para vinho e trigo, tentava criar raízes no Valhalla.


Leif pertencia a uma longa linhagem de aventureiros, cujas perambulações nem sempre foram inteiramente voluntarias. Seu avô, Thorvald Asvaldsson, foi banido da Noruega por homicídio culposo, uma punição que o levou a buscar por um novo para sua jovem família. Isso ele encontrou na Islândia, uma terra originalmente descoberta por seu parente Naddodd. Cerca de 22 anos depois, o filho de Thorvald (e pai de Leif), Erik, o Vermelho, foi expulso da Islândia por matar Eyiolf, o Imundo. Durante o seu exílio, ele descobriu e viveu na Groenlândia.


Leif tinha muito o que viver, e preparar os alicerces da fundação do primeiro assentamento europeu nas Américas não seria um legado ruim — mesmo que ele passasse despercebido por quase um milênio.


Porém, como esse viking encontrou o caminho através do furioso Atlântico, sem o auxílio da navegação, e o que ele esperava encontrar? Ele foi mesmo o primeiro europeu a pisar em solo americano ou alguns de seus parentes chegaram lá antes?


*********

Código nórdico

Nunca é fácil rastrear com precisão uma história que começou há mais de mil anos, mas felizmente, os vikings deixaram seu legado nas sagas — relatos detalhadamente escritos das façanhas de seus heróis.

*********


No caso de Leif e de sua grande aventura americana, cerca de duzentos anos passaram entre o ocorrido e a transcrição dos acontecimentos. Durante este tempo, as histórias eram passadas oralmente através das gerações e em torno das sociedades da Groenlândia e da Islândia (que se tornavam cada vez mais separadas culturalmente da Noruega) com inevitáveis ​​distorções e exageros.


O resultado não foi um, mas dois relatos separados — a Saga Grænlendinga (Saga dos Groenlandeses) e a Saga Rauða de Eiríks (Saga de Erik, o Vermelho). Coletivamente, são conhecidas como as Sagas de Vínland e contêm versões diferentes sobre quem fez o quê e quando. De acordo com a Saga Grænlendinga, a primeira pessoa a avistar o solo americano foi um comerciante viking chamado Bjarni Herjólfsson, que foi desviado do curso por uma tempestade e se perdeu ao tentar seguir a rota de seu pai da Islândia à Groenlândia por volta de 986 d.C.


Bjarni nunca atingiu o novo e estranho continente, e, por mais de uma década, ninguém parecia excessivamente interessado em sua história, até que ela atingiu os ouvidos inquietos do jovem Leif Erikson. Animado com a história, Leif partiu em uma expedição para explorar as misteriosas terras do oeste, seguido posteriormente por seus irmãos Thorvald e Thorstein, além da irmã Freydis Eriksdottir, junto com o explorador islandês Thorfinn Karlsefni.


No entanto, na Saga Rauða de Eiríks, Leif teve um papel menor, simplesmente avistando a costa da América, da mesma maneira que Bjarni. Nesta saga, foi Thorfinn Karsefni quem liderou a principal expedição à área nomeada em ambos os livros como Vínland.


*********

OS PRINCIPAIS HERÓIS


Leif Erikson

Explorador viking e primeiro evangelista cristão, nascido em algum momento entre 960 e 970 d.C, e o segundo dos três filhos de Erik, o Vermelho, e Thjohild. Ele também é conhecido como 'Leif, o Sortudo', famoso por ter descoberto a América.


Tyrker

O servo mais velho de Leif — uma figura de pai adotivo (possivelmente um escravo alemão libertado), que acompanhou o explorador durante a sua aventura americana e descobriu as 'uvas' que deram ao continente o nome de Vínland.


Erik, o Vermelho

O pai de Leif, que, exilado da Islândia por matar Eyiolf, o Fulvo, por volta do ano 982 d.C., foi o primeiro a colonizar a Groenlândia.