top of page
Patreon | Torne-se um Patrono
Seja um Patrono Livros Vikings

Fezes humanas fossilizadas da Era Viking são avaliadas em R$ 240 mil

Uma evacuação intestinal de 1.200 anos se tornou uma das exposições mais curiosas no Jorvik Viking Centre, em York, na Inglaterra.


Fezes humanas fossilizadas da Era Viking são avaliadas em R$ 240 mil
As fezes vikings avaliadas em R$ 240.000,00. — Crédito da Imagem: Screenshot

As maiores fezes humanas fossilizadas do mundo, conhecidas como o Coprólito do Banco Lloyds, proporcionaram aos historiadores uma nova compreensão dos hábitos alimentares e da saúde de um viking do Século IX d.C.


Realize o seu sonho e publique seu livro pela Livros Vikings Editora.


Seu valor científico se traduz em valor monetário real, com a grande peça de matéria fecal sendo estimada em £39.000, cerca de R$ 240.000. Não que esteja à venda.


A descoberta histórica é um testemunho das informações que podem ser obtidas de fontes inesperadas no campo da paleoscatologia.



Uma relíquia "volumosa"

O Coprólito do Banco Lloyds, carinhosamente chamado de "cocô precioso", acredita-se ser a maior fezes humanas fossilizadas conhecidas na história registrada.


Medindo incríveis oito polegadas de comprimento e duas polegadas de largura (20 x10 cm), esse antigo exemplar foi inicialmente desenterrado em 1972 por operários da construção durante a construção de uma filial do Banco Lloyds em York, no noroeste da Inglaterra.


A importância histórica do local de descoberta é ampliada por sua associação com os guerreiros nórdicos que outrora governaram a região.


Andrew Jones, um paleoscatologista, tornou o cocô imediatamente famoso com uma das maiores citações de todos os tempos ao The Wall Street Journal em 1991:


Esta é a peça mais emocionante de excremento que já vi [...] De sua própria maneira, é tão insubstituível quanto as Joias da Coroa.

Um vislumbre da vida de um viking

Esta relíquia fecal foi minuciosamente estudada por paleoscatologistas, que descobriram detalhes intrigantes sobre a vida de seu criador.



O viking responsável por esse depósito prodigioso provavelmente era um carnívoro com um gosto por pão. Ele também teve o fardo infeliz de parasitas intestinais: a análise do coprólito revelou a presença de ovos de lombriga e verme-da-fita, sugerindo uma história de desconforto gastrointestinal.


Em 2003, sofreu um breve contratempo quando visitantes do Jorvik Viking Centre o quebraram acidentalmente em três pedaços.


Desde então, foi reparado. O museu se considera o "local de descanso final" da relíquia e até mesmo realizou uma oficina virtual chamada "Dia do Cocô" em fevereiro, permitindo que entusiastas explorassem a importância histórica do coprólito.


Para mais notícias sobre achados arqueológicos e história, continue acompanhando a Livros Vikings. Somos um site dedicado a trazer informações históricas e curiosidades sobre a Era Viking. Se você gostou deste artigo, compartilhe-o em suas redes sociais!


FONTE: Explorers Web

MCLEMORE, Andrew. A $39,000 Turd: Fossilized Viking Poo Is World’s Most Valuable Excrement. Explorers Web. Tóquio, 20 de out. de 2023. Disponível em: <https://explorersweb.com/fossilized-viking-poo-worlds-most-valuable-excrement/>. Acesso em: 23 de out. de 2023.


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossa Newsletter ou adicionando-nos em seu WhatsApp...


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
Livros Vikings na Google News
bottom of page