Modelo Design - Escola de Arte
Modelo Design - Escola de Arte

TOP 10 DESCOBERTAS ARQUEOLÓGICAS VIKINGS DO SÉCULO XXI


TOP 10 descobertas arqueológicas vikings do Século XXI
Item de um tesouro viking encontrado na Escócia - Divulgação

Espadas, flechas, peça de jogo de tabuleiro e muito mais: os arqueólogos foram os responsáveis por descobrirem verdadeiros tesouros deixados pelos nórdicos de outrora.


Espada na Noruega

A espada viking / Crédito: Divulgação/Museu da Universidade NTNU

Em agosto deste ano, pesquisadores encontraram uma impressionante espada viking de pelo menos 1,1 mil anos, dos anos 800 e 900. Os arqueólogos fizeram a descoberta na vila de Vinjeøra, ao sul do condado norueguês de Trøndelag. Acredita-se, porém, que o local em que o objeto foi achado era uma fazenda que provavelmente pertenceu a um guerreiro. Isso por si só já é um achado notável, mas a situação mostrou-se ainda mais peculiar. Quando desenterraram a espada, os especialistas perceberam que ela estava do lado esquerdo do esqueleto viking. Em situações comuns, ela seria colocada ao lado direito, representando como a usavam em combates. Esse pode ter sido o primeiro guerreiro viking canhoto já encontrado.


Cemitério na Suécia

Foto de esqueletos humanos achados na abadia de Vreta, na Suécia / Crédito: Divulgação/Arkeologerna

Escavações realizadas no começo de setembro em um terreno próximo a abadia de Vreta, ao norte da cidade de Linkoping, na Suécia, revelaram um cemitério que remonta à Era Viking e possui 70 tumbas, contendo esqueletos. Segundo a emissora sueca SVT, essa foi a "descoberta da década". Até o momento, os arqueólogos haviam examinado apenas 19 do total de covas descobertas. No entanto, eles já afirmam que pelo menos 2 mil restos mortais de indivíduos tanto do século 11 quanto da Baixa Idade Média devem estar enterrados no local, e que serão encontrados.


Apoie a Livros Vikings, saiba como...


Peça de jogo de tabuleiro na Inglaterra

O pedaço de vidro esculpido encontrado na escavação / Crédito: Divulgação/Universidade de Durham

Em fevereiro deste ano, enquanto visitava o trabalho de escavação de seu filho na ilha de Lindisfarne, na costa norte da Inglaterra, Heather Casswell avistou dentro da vala escavada um objeto azul. Tratava-se de uma peça que compunha um jogo de tabuleiro comum durante a Era Viking, chamado Hnefatafl (jogo do rei, em tradução livre). Segundo os pesquisadores, o item, feito de vidro e coroado com um anel de bolinhas branca, deve datar de entre os séculos 8 e 9. Ele possui o tamanho de uma tampa de garrafa pet e pode ter sido deixado na ilha por um guerreiro nórdico em em 793 d.C., que é considerado o primeiro grande ataque viking na Bretanha.


Flecha na Noruega

Crédito: Divulgação/Twitter

Uma rara flecha que remonta ao período viking foi encontrada na região de Jotunheimen, na Noruega. A descoberta ocorreu em março de 2020, quando mudanças climáticas foram responsáveis por derreter uma geleira inteira, onde foi encontrado o artefato, que possui características da Idade do Ferro. Os pesquisadores acreditam que o objeto tenha cerca de 1.500 anos. Com 17 centímetros de comprimento, a flecha pesa 400 gramas e tem uma pena em sua traseira. Segundo Lars Pilo, membro do Programa de Arqueologia Glacial, o aquecimento global causa “um derretimento rápido, e pedaços da história humana se derretem na ordem inversa do tempo”.


Barcos funerários na Noruega

Mulher enterrada na Noruega, ao lado do medalhão encontrado em seu navio / Crédito: Di