Modelo Design - Escola de Arte
Modelo Design - Escola de Arte

COMO UM NAVIO VIKING ACABOU EM MOORHEAD NOS ESTADOS UNIDOS

Envolve um guia, um armazém de batatas e uma longa viagem à Noruega.


Como um navio viking acabou em Moorhead nos Estados Unidos
A fotografia é uma cortesia do Hjemkomst Center

Um navio viking de madeira completo com um dragão na popa e uma rachadura causada pelo clima no casco, chama o museu de Moorhead de lar. Logicamente, os vikings não navegaram para Minnesota — o barco nasceu inspirado pelo sonho de um mineiro da região. Em 1971, o guia da Escola Infantil de Moorhead, Bob Asp, caiu de um telhado, passando horas e semanas deitado sem nada para fazer, a não ser pesquisar sua ancestralidade norueguesa. Inspirado, ele prometeu construir um navio dos anos 800 totalmente funcional e navegá-lo pelo mar. Com uma pequena ajuda de seus amigos — e da cidade de Hawley, que comprou para ele um depósito de batatas abandonado, onde ele pode realmente construí-lo — Asp deu vida ao Hjemkomst, e sua tripulação navegou-o de Duluth à Noruega anos depois.


Apoie a Livros Vikings

O navio foi concluído no verão de 1980, sete anos após o início do processo de construção. Asp foi diagnosticado com leucemia no meio da construção, mas continuou a trabalhar — e até conseguiu navegar com o barco ao redor do porto de Duluth, quando foi concluído, antes de morrer alguns meses depois. Em sua memória, quatro de seus filhos — marinheiros profissionais — e alguns de seus amigos navegaram no navio de Duluth para Oslo em 1982.


Após a navegação árdua de semanas — completada com uma celebração na Noruega — o navio foi enviado de volta para Moorhead, onde agora fica no Hjemkomst Center do Viking Ship Park, um edifício com telhado de Teflon criado para o navio.


Aqui está um mini tour pelo gigantesco navio

Centenas de pessoas ajudaram a construir o barco, de acordo com o gerente de comunicações da Sociedade Histórica e Cultural do Condado de Clay, Davin Wait. “O armazém de batatas estava aberto, então as pessoas entravam e bebiam café para ver, e muitos foram chamados para ajudar”, diz ele.


Após meses de pesquisa, Asp modelou o Hjemkomst com base no navio Gokstad, um navio viking do Século IX que foi encontrado em um cemitério da Noruega em 1880. Longships como o navio Gokstad foram construídos para resistir às ondas de alto mar e atravessar rios mais rasos, tornando-o perfeitamente ajustável às jornadas de várias etapas.


Foram necessários mais de 100 carvalhos brancos para construir o barco, embora Asp tenha pensado originalmente que levaria 15. (“Muitas tentativas e erros”, disse Wait.) As medições finais? O mastro tem 63 pés (19,20 m) de altura, a vela principal se espalha por 30 pés (9,14 m) de largura por 40 pés (12,19 m) de comprimento e o corpo mede 76 pés (23,16) de comprimento por 17 pés (4,26 m) de largura.


Em grande parte, os historiadores deixaram o navio de Asp em sua condição original. “Tivemos que colocar uma nova vela, pois a original foi perdida ou roubada na Noruega — há algumas lendas sobre isso”, disse Wait. “Mas é basicamente o mesmo navio que atracou na Noruega.”


Visitantes (cerca de 30.000 por ano) vão ao Hjemkomst Center em Moorhead para vê-lo. Você pode ficar em uma galeria encima do navio (e assistir aos tours virtuais) para ter um vislumbre do interior; dos beliches de madeira ao baú que a tripulação usava como uma mesa para jogar cartas.


FONTE: Mpls Saint Paul

BLOOMQUIST, Madison. How a Viking Longship Ended Up in Moorhead. Mpls Saint Paul. Minneapolis, 22 de abr. de 2021. Disponível em: <https://mspmag.com/arts-and-culture/viking-longship-moorhead/>. 24 de abr. de 2021. (Livremente traduzido pela Livros Vikings)


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossa Newsletter ou adicionando-nos em seu WhatsApp... Siga-nos nas Redes Sociais,


#viking #vikings #eraviking #medieval #vikingship #navioviking #estadosunidos #livrosvikings