• Livros Vikings

CAIXA DE MADEIRA ENCONTRADA EM UMA PASSAGEM DE MONTANHA VIKING É ABERTA POR AQUEÓLOGOS

O derretimento do gelo glacial ao longo de uma passagem em uma montanha da Noruega resultou na descoberta de centenas de artefatos antigos. Um desses itens, uma caixa de madeira com a tampa ainda firmemente fechada, a qual depois aberta, revelou seu precioso conteúdo.


Caixa de madeira encontrada em uma passagem de montanha viking é aberta por arqueólogos
A caixa de madeira encontrada na mancha de gelo de Lendbreen no Parque Nacional Breheimen da Noruega. — Imagem: The Glacier Archaeology Program Innlandet

Pedaços de cera de abelha. Sim, a caixa de madeira estava segurando uma vela simples e velha. Nem ouro, nem joias, nem um livro — apenas uma vela de cera de abelha.


Apoie a Livros Vikings...

Bem, uma vela pode parecer uma coisa anticlímax para se descobrir, e talvez seja, mas este artefato e a sua caixa bem preservada contam uma história interessante, no entanto, uma que tem a ver com as caminhadas anuais feitas através de uma passagem em uma montanha muito movimentada.


A mancha de gelo Lendbreen, localizada em Oppland Country, Noruega, foi descoberta por arqueólogos glaciais em 2011 e está lenta, mas inexoravelmente, revelando um registro de uso que se estende por 1.200 anos. O gelo glacial preservou objetos orgânicos feitos de madeira, couro, osso e lã. O aquecimento global agora os torna visíveis para os arqueólogos. A variedade de itens encontrados nesta passagem é surpreendente: coisas como lanças vikings, uma túnica feita de lã, raquetes de neve para cavalos, luvas, sapatos, bengalas, facas, coleiras de cachorro e até mesmo os restos de um cachorro.


E, claro, a caixa de madeira, descrita na página do Facebook The Secrets of the Ice —Os Segredos do Gelo, em português — como “uma das descobertas mais incríveis do gelo derretido”. Os arqueólogos do grupo, conhecido formalmente como Programa de Arqueologia das Geleiras em Innlandet, estavam curiosos para saber a idade da caixa, o tipo de madeira usada para fazê-la e, claro, o seu conteúdo.


A caixa aberta, com o seu conteúdo de cera de abelha dentro. — Imagem: The Glacier Archaeology Program Innlandet

A datação por radiocarbono coloca a caixa entre 1475 d.C. e 1635 d.C. Então, entre 546 e 386 anos, não é tão antiga e é posterior à Era Viking em pelo menos 400 anos. A própria caixa era feita de pinho e continha os restos de uma vela de cera de abelha, como revelou uma análise realizada pelo Museu de História Cultural de Oslo.


“Agora sabemos que essas caixas de velas são usadas há muito tempo”, explicaram os pesquisadores. “Também se encaixa bem com o que já sabíamos sobre a natureza do tráfego através da passagem de Lendbreen”.


Na verdade, essas caixas eram usadas pelos fazendeiros para transportar velas de suas fazendas principais às fazendas de verão. Uma postagem do History Blog adiciona cor a esta prática:


Publique seu livro pela Livros Vikings Editora.

As caixas de velas eram comumente usadas na Noruega para transportar as caras velas de cera de abelha entre as fazendas sazonais. Este era um aspecto prático do costume norueguês de seterbruk, ou cultivo de pastagens de verão. Os fazendeiros transferiam seus rebanhos de suas fazendas para pastagens de verão. As fazendas de verão tinham alojamentos espartanos onde os zeladores, geralmente apenas duas pessoas, um peão e uma leiteira, ficavam por toda a temporada, enquanto cuidavam do gado, ordenhando os animais e fazendo laticínios no local. Essa prática maximizou os recursos limitados de um país frio, florestal e montanhoso, dando aos agricultores acesso a áreas de pastagem maiores, não disponíveis na fazenda, e permitindo-lhes colher feno para abastecer a fazenda durante o longo inverno.


Portanto, as velas foram um recurso importante! E as caixas de velas mantinham e protegiam esses itens durante a viagem. Uma vez em suas fazendas de verão, essas velas forneciam a única fonte de iluminação à noite, já que os fazendeiros trabalhavam desde o início da primavera até o outono. Os fazendeiros provavelmente faziam as malas com a menor carga possível para a longa caminhada pela passagem na montanha, com as caixas de velas contendo um item essencial.


Claro, a caixa de madeira não armazenava nenhum tesouro para os padrões modernos. Mas seu conteúdo, embora seja um item doméstico mundano, dificilmente seria chamado de decepção. Para os arqueólogos, não há virtualmente nada do passado que possa ser caracterizado como uma decepção.


FONTE: Gizmodo

DVORSKY, George. Archaeologists Open Frozen Wooden Box Found on Viking Mountain Pass. Gizmodo. Nova Iorque, 04 de jun. de 2021. Disponível em: <https://gizmodo.com/archaeologists-open-frozen-wooden-box-found-on-viking-m-1847032969>. Acesso em: 14 de jun. de 2021. (Livremente traduzido pela Livros Vikings)


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossa Newsletter ou adicionando-nos em seu WhatsApp... Siga-nos nas Redes Sociais.


#viking #vikings #eraviking #medieval #arqueologia #vela #noruega #vikingsnoruegueses #livrosvikings

91 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo