• Livros Vikings

A ILHA ESCOCESA QUE FESTEJAVA O YULE VIKING POR 24 DIAS

Nos tempos vikings, o inverno era iluminado pelo grande festival Yule, uma celebração que durava 24 dias e circulava o solstício de inverno, quando o sol começava o seu lento retorno ao norte, o qual estava congelado e danado.


Beber cerveja, dançar e divertir-se era o modo dos nórdicos celebrarem, em particular nessa época do ano, onde dentre os rituais incluía-se ferver metade da cabeça de uma vaca, usando o crânio limpo como um castiçal.



Em Shetland, onde os vikings dominaram por quase 500 anos, desde 800 d.C., essa festividade foi mantida e celebrada até o final do Século XVIII.


Os moradores das ilhas misturavam os costumes cristãos do Natal com o antigo estilo Yule até o final dos anos de 1700, escreveu James R. Nicolson no folclore de Shetland.


Ele disse: "As pessoas continuaram a dançar e a se divertir, embora por algumas horas parassem suas festas e lembrassem do nascimento de Cristo.


O Yule realmente começa no Solstício de Inverno, que neste ano caiu no dia 22 de dezembro, um domingo, mas as festividades começam sete noites antes, no dia conhecido como Tul-yas-e'en.


Nessa noite, acredita-se que os trows, um espírito travesso do folclore das Ilhas do Norte, recebem permissão para deixar as suas casas subterrâneas e visitar as casas da ilha.


Tul-yas-e'en é seguida pela Helya's Nicht, quando uma refeição especial de leite e comida é servida às crianças que se comprometeram com os cuidados de Midder Mary - A Virgem Maria - outra relíquia dos dias católicos romanos que sobreviveram a um período surpreendentemente longo. Nicolson escreveu.


Em seguida vem o Tammasmas E'en, particularmente sagrado, e nessa noirte nenhum trabalho de qualquer tipo é permitido — ou qualquer tipo de diversão.


O domingo antes do Yule é outro dia importante. Chamado domingo de Byana — ou domingo de oração — onde metade da cabeça de uma vaca é fervida e comida no jantar.


O crânio é cuidadosamente limpo e tem uma vela presa na cavidade ocular, depois é deixado de lado para ser usado após alguns dias.


A véspera de Yule ou Yule E'en é tipicamente um dia de preparação.


O pão é assado pela manhã, como sempre e é seguido por uma rodada de bolos de aveia — ou bolos Yule — é assado um para cada criança da casa.


Os bolos são picados ao redor da borda e um buraco é feito no centro.


"Eles foram chamados de bolos Yule e, sem dúvida, originalmente simbolizavam o sol que retornava", escreveu Nicolson.


Em Yule E'en, cada membro da família se lava e veste uma roupa limpa, para dormir.


Mas primeiro, é feito um ritual.


Mãos ou pés são colocados na água com três pedaços ardentes de turfa, jogadas na água.


Acreditava-se que os trows, aqueles espíritos travessos, podiam tirar os poderes do pé ou da mão, se o ritual não fosse seguido.


Então, de acordo com Jessie M.E. Saxby, no Shetland Traditional Lore, a casa é arrumada, sem nada cristão à vista.


Todas as fechaduras são abertas e uma lâmpada ou vela fica acesa durante a noite.


Antes da luz do dia, na manhã de Yule, o chefe da casa acende a vela que estava presa na cavidade ocular do crânio da vaca.


A vela lidera o caminho à byre, onde o gado é alimentado — um pouco mais do que o habitual, por sua luz.


Em seu retorno à casa, um yule dram é entregue às pessoas e aos vizinhos que tenham crianças, para que bebam um gole.


Nenhum trabalho de qualquer espécie é realizado no dia de Yule, as pessoas só podem se divertir, jogando futebol, dançando, cantando, isso por toda Shetland.


Os rituais e os costumes foram mantidos com seriedade, pois temia-se que o menor desvio pudesse trazer infortúnios a toda a família.


Uma das observâncias mais importantes de todo o período de Yule é o ritual de preservação, que salvaguardava a vida e a propriedade.


Ao pôr do sol, dois pedaços de palha são retirados do quintal e são colocados na forma de uma cruz na entrada da plantação.


Os pelos tirados das vacas são entrançados e presos acima da porta do byre. Uma taand baixa, ou turfa ardente, é carregada por todas as dependências.


Pelos próximos sete dias, acredita-se que nenhum trabalho deve ser realizado, sob o azar iminente de um ano para aqueles que assumirem o seu ofício.


Uma lenda diz que dois pescadores que saíram no quarto dia de Yule, foram recebidos por uma horrível criatura marinha, que era em parte um cavalo.


No dia de Ano Novo, um pouco de trabalho, como consertar, limpar e talvez um pouco de pesca, é permitido.


Desde o primeiro dia até Up Helly A, a 24ª noite de Yule, trabalho e lazer andavam de mãos dadas, de acordo com Nicolson.


As festas em casa aumentaram e as pessoas começaram a se reunir em celeiros. Dançar era "vigoroso" e os tempos foram realmente alegres.


FONTE: The Scotsman

CAMPSIE. Alison. The island that partied like the Vikings for 24 days over Christmas. The Scotsman. Edimburgo, 21 de dez. de 2019. Disponível em: <https://www.scotsman.com/heritage/the-island-that-partied-like-the-vikings-for-24-days-over-christmas-1-5065622>. Acesso em: 23 de dez. de 2019. (Livremente traduzido pela Livros Vikings).


Seja uma das primeiras pessoas a receber as novidades do Mundo Viking, assinando a nossas Newsletter ou adicionando-nos em seu WhatsApp... Siga-nos nas Redes Sociais.


#viking #vikings #eraviking #medieval #natal #yule #escócia #vikingsnaescócia #livrosvikings

Parceiros:

Modelo Design é parceira da Livros Vikings
Denis Matyis é parceiro da Livros Vikings
Vila Viking Brasil é parceira da Livros Vikings
Walfenda é parceira da Livros Vikings
Hidromel Yggdrasill é parceira da Livros Vikings
O Mercado Viking é um parceiro Livros Vikings
UNIP Ourinhos é parceira da Livros Vkings
Nórdicos Estradeiros são um parceiro Livros Vikings

LIVROS VIKINGS

Av. Paulista 171, 4º andar, Bela Vista, São Paulo-SP, 01310-000

CNPJ: 35.663.864/0001-78 · IE: 128201172111

Prazo máximo de entrega: 30 dias (Brasil)

WhatsApp: +55 (11) 9-8263-4066

PUBLIQUE

EDITAL

BIOGRAFIA

BLOG VIKING

CONTATO

© 2019 por LIVROS VIKINGS. Orgulhosamente criado pela LV-SVO

Código de Defesa do Consumidor

  • RSS Livros Vikings
  • Spotify Livros Vikings
  • Facebook/livrosvikings
  • Instagram/livrosvikings
  • WhatsApp Livros Vikings
  • Livros Vikings no Google
  • Skoob Livros Vikings
  • Youtube Livros Vikings
  • LinkedIn Livros Vikings
0